Portal MEI - Microempreendedor Individual - ARTIGO: Capital de Giro – Como calcular


Capital de Giro – Como calcular

Muitos empreendedores não dão à saúde financeira do seu negócio a atenção que esse assunto merece. Quem age assim não só dificulta as chances de crescimento como aumenta as chances de insucesso do mesmo. Um dos temas mais importantes da área de finanças empresariais é o capital de giro. Você sabe do que se trata?

O capital de giro é a disponibilidade de dinheiro (capital) que a empresa precisa para manter suas atividades funcionando normalmente. A falta de uma boa gestão do capital de giro pode prejudicar bastante a saúde financeira do seu negócio, o que o levará a precisar de empréstimos bancários. Empréstimos, quando utilizados para investimentos, não são negativos, contudo, você não deve usar desse artifício para obter dinheiro para as atividades cotidianas da empresa.

O capital de giro é uma reserva de dinheiro que será utilizado ao longo do tempo, para suprir as necessidades financeiras cotidianas do seu negócio. Portanto, é um investimento necessário para fazer a empresa “girar”, daí o nome, capital de giro.

Capital de Giro – como calcular?

Calcular o capital de giro não é difícil, basta identificar as contas que estão relacionadas com as operações normais da empresa. Em nosso cálculo utilizaremos o ativo circulante e o passivo circulante.

O ativo circulante são os valores relacionados às contas a receber, adiantamentos, o estoque etc. Essas contas variam de acordo com a natureza do negócio.

O passivo circulante serão as contas a pagar, folha de pagamento, os fornecedores, aluguel, impostos e outros.
Como você deve saber, esses valores variam muito com o tempo, dessa forma, você deve realizar o cálculo do ativo e passivo circulante com frequência. Agindo assim, você terá sempre a exata noção da situação financeira do seu negócio naquele momento.

Para calcular o Capital de Giro Líquido – CGL – é bastante simples. Você deve somar o ativo circulante e diminuir o passivo circulante.

  • CGL = AC – PC.

Capital de Giro

Como administrar o Capital de Giro?

Agora que você já sabe como calcular o capital de giro, é importante entender como administrá-lo da maneira correta.

Você deve ter claro que todo empreendimento necessita de dinheiro para suas despesas do dia a dia, seja para despesas de operação ou gastos fixos.

Má gestão do Capital de Giro da empresa faz com que o empresário necessite de recursos exatas, o que na maior partes das vezes o leva a obter empréstimos bancários, os quais, no Brasil, são feitos com altas taxas.

Essa situação deve ser evitada, o capital de giro, em condições normais, deve ser supridos com os recursos da própria empresa, já que servirão para suas necessidades cotidianas.

Você deve adotar ferramentas de controle visando manter ou aumentar o nível de vendas, evitar desperdícios, manter ou reduzir custos e diminuir os índices de inadimplência. Uma boa gestão certamente fará com que seu empreendimento sempre tenha um bom capital de giro.

Essa preocupação financeira é essencial. Renegocie dívidas, tenha conhecimento exato dos prazos de pagamentos e circulação de estoque. Entenda como funciona o fluxo de entrada e saída de dinheiro, administrando dessa maneira a sua empresa não ficar sem seu caixa operacional.

Esperamos, no presente artigo, ter esclarecido um pouco mais sobre a importância do capital de giro.

calcular capital giro

Confira:

Melhores franquias - 2014

Crédito microempresa – como conseguir

O empreendedor proprietário de uma microempresa normalmente quer fazer seu negócio crescer, mas, muitas vezes, ...

ASSINE GRÁTIS
Preencha seu e-mail e receba gratuitamente nossos artigos!
Garantimos sua privacidade. Não divulgamos seu e-mail!

2 comments

  1. GOSTEI MUITO DO ARTIGO, MUITO UTIL

  2. Carlos Ramalho Cardoso

    Toda ajuda é bem vinda, principalmente quando se trata de aprimorar uma gestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress SEO Plugin by SEOPressor