Certificado digital para MEI – 2020

Muita gente tem dúvidas sobre se MEI precisa de certificado digital. A resposta, na regra geral, é não. Conforme Seção IV, artigo 102 da Resolução nº 94/2011:

Art. 102. O MEI não estará obrigado ao uso da certificação digital para cumprimento de obrigações principais ou acessórias, bem como para recolhimento do FGTS. (Lei Complementar n º 123, de 2006, art. 26, § 7 º )

O certificado digital MEI serve como um documento de identidade eletrônico utilizado para diversas transações. Algumas empresas estão obrigadas por lei a possuírem tal certificado, mas não é o caso do MEI, este não precisa da certificação eletrônica, mesmo que tenha funcionário contratado.

Contudo, há uma exceção a regra. Observando o perguntas e respostas do Portal do Empreendedor, há a informação de que o MEI não é obrigado:“exceto se optar em emitir nota fiscal eletrônica, de acordo com as legislações tributárias estadual e municipal”. Dessa forma, dependendo do seu estado ou município, pode ser exigido certificado digital caso você vá emitir nota fiscal eletrônica.

Assim, caso você precise, o MEI pode ter um certificado digital.

Certificado digital para MEI

Certificado digital para MEI: Vantagens

Um certificado digital funciona como a assinatura eletrônica do seu negócio, ou seja, equivale à sua assinatura física no papel. O sistema utiliza chaves criptográficas para dar segurança à assinatura e confirmar a sua identidade digital. Há assinaturas eletrônicas em vários formatos como um token, cartão magnético, pendrive ou mesmo no formato de um arquivo.

Caso o MEI adquira seu certificado digital, terá garantida a autoria da nota fiscal eletrônica por ele emitida.

O certificado digital também serve como assinatura do seu contato com o Receita Federal, fazendo com que você receba, em um ambiente seguro, informações sobre dados cadastrais, declarações e legislação.

Certificado digital para MEI – Como conseguir

Como visto, o MEI pode ter certificado digital e, caso tenha interesse na obtenção do certificado digital, deve procurar uma empresa para emissão, como a Serasa Experian.

A emissão do certificado digital é feita  por autoridade certificadora (AC) da ICP-Brasil, vinculada ao Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, homologada pela Receita Federal. Clique aqui  e veja a listagem das empresas credenciadas.

Você deve fazer a solicitação no site da AC escolhida, definindo que tipo de certificado solicitará. Lá devem ser informados os custos, compatibilidade com sistemas de emissão de nota fiscal e formas de pagamento.

Após, os dados devem ser validados por uma autoridade de registro (AR) da própria AC. Para esse procedimento, você precisará ir pessoalmente ao local, fazendo sua validação presencial. Esse processo, normalmente, pode ser agendado.

Findo o processo, o MEI será notificado pela AC ou AR sobre como baixar e utilizar o certificado, prestando também informações sobre o suporte técnico, quando necessário.

Esclarecido dessa forma, que a regra geral é que o MEI não precisa de certificado digital. Contudo, nos casos de necessidade, você viu como conseguir seu certificado digital MEI. 

 

MEI pode participar de licitação? (2020)

Você já se perguntou se o MEI pode participar de licitação e vender para órgãos públicos? Pois é, essa é uma dúvida que muito tem. Veja abaixo a resposta.

O pequeno empreendedor cadastrado como MEI, em verdade, funciona como uma empresa “normal” no que se refere à formalização, possuindo CNPJ e podendo emitir nota fiscal, de forma que, caso você possua a qualificação necessária para prestar o serviço ou fornecer o produto em questão, você pode, certamente, fazê-lo a órgãos públicos. Ou seja: MEI pode participar de licitação.

Órgãos Públicos, sejam eles na esfera municipal, estadual ou federal, têm as mais diversas necessidades de realizações de serviços e, para boa parte dessas necessidades, não existem funcionários do próprio órgão para execução. Assim, alguém deve ser contratado para realizar a tarefa por meio de licitação e, sim, o MEI pode participar de licitação e prestar serviços para órgãos públicos.

Para compra de produtos a mesma regra é valida. Os órgãos têm fornecedores para suas necessidades, podendo o MEI vender tais produtos.

MEI pode participar de licitação

Como o MEI pode participar de licitação?

Qualquer contratação feita por parte de um órgão público deve obedecer a princípios legais.

A Lei obriga os órgãos públicos a realizarem procedimentos licitatórios para a contratação dos mais diversos serviços. Em alguns casos, no entanto, a própria lei permite que, principalmente para serviços e compras de menor complexidade e custo, o órgão público contrate diretamente, sem a realização de licitação. No entanto, mesmo nesses casos, alguma formalidade deve ser observada, como a apresentação da documentação por parte do prestador de serviços ou vendedor.

Você MEI, como prestador de serviços ou vendedor, deve estar sempre atento à essas oportunidades. Se o produto que você vende ou serviço que presta puder ser, de alguma forma, oferecido a órgãos públicos, não deixe de aproveitar essa oportunidade.

A realização de serviços para o setor público pode ser uma ótima fonte para aumentar sua renda.

Procure os órgãos públicos municipais, estaduais e federais da sua cidade e verifique a existência de procedimentos licitatórios para contratação de serviços ou compra de produtos.

Em muitos casos, vários desses procedimentos já foram realizados na sua cidade e, por não ter procurado, você pode ter deixado de vender ou prestar seu serviço a algum órgão público.

Bem, agora que você já sabe que o MEI pode participar de licitação, bem como  prestar serviços para órgãos públicos, não perca essa ótima oportunidade de ganhos, aumentando seu leque de clientes.

Carnê da Cidadania 2015 é verdadeiro, não é fraude!

Nos últimos dias têm circulado nas redes sociais informações de que os Carnês da Cidadania 2015 encaminhados pelos correios às residências dos MEIs tratavam-se de uma fraude e que deveriam ser desconsiderados.

ATENÇÃO, os carnês são verdadeiros. A Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE), emitiu nota para esclarecer o ocorrido.

Carnê da Cidadania 2015 é verdadeiro, não é fraude!
Segundo explicou a Secretaria, os carnês começaram a ser enviados no mês de janeiro de 2015 aos 4,7 milhões de microempreendedores individuais cadastrados e, ainda segundo a SMPE, isso foi feito visando “facilitar o acesso as guias de pagamento das contribuições”.

As postagens das redes sociais que afirmavam que o carnê tratava-se de uma fraude foram compartilhadas por cerca de 150 mil pessoas.

A Secretaria da Micro e Pequena Empresa informa, contudo, que os MEIs que preferirem, podem continuar a baixar e imprimir as parcelas do carnê pelo Portal do Empreendedor.

Segundo o ministro Guilherme Afif Domingos, devido à alta inadimplência por parte de alguns MEIs foi tomada a decisão de remeter o carnê pelos correios.

“O MEI [microempreendedor individual] utilizou o portal para se inscrever, mas não tem o hábito de utilizar a internet também para imprimir os boletos todos os meses, por isso, resolvemos voltar ao velho e bom carnê.”

Portanto, se você recebeu o carnê da cidadania 2015 em sua casa saiba que o mesmo é verdadeiro, não se trata de golpe.

MEI declara imposto de renda 2020?

Uma dúvida muito comum é se MEI declara imposto de renda? Dúvida totalmente válida e importante, tendo em vista a manutenção da regularidade do negócio depender da apresentação das declarações e relatórios devidos. Vamos ao esclarecimento dessa e outras dúvidas, bem como prazo para declaração em 2020.

Em linhas gerais, podemos afirmar que o MEI declara imposto de renda como pessoa jurídica que é, tendo até o dia 31 de maio de 2020 para enviar a Declaração Anual do Simples Nacional do MEI (DASN-SIMEI), referente ao ano de 2019, por meio do Portal do Simples Nacional.

No entanto, de acordo com sua renda anual e seus bens pessoais, o MEI poderá, ainda, ter que enviar à Receita Federal uma declaração de imposto de renda de pessoa física. Dessa forma, se você teve rendimentos tributáveis em 2019 maiores que o limite, deverá fazer, além da declaração anual de MEI, a declaração de imposto de renda como pessoa física. Uma não exclui a outra. Explicamos mais neste artigo.

MEI declara imposto de renda - 2016?
A apresentação da declaração é realizada de maneira totalmente gratuita e não necessita da instalação de qualquer programa de computador. Você deve possuir basicamente três informações para a declaração:

  • Faturamento no ano anterior;
  • Quanto foi obtido por meio de revenda (comércio) ou venda (indústria) de produtos;
  • Se possui algum empregado.

Para conseguir as informações acima, consulte seus relatórios mensais e notas fiscais emitidas no ano anterior.

Como o MEI declara imposto de renda?

  • 1º No sistema do Simples Nacional, selecione a opção Cálculo e Declaração, presente na aba referente ao Simei;
  • 2º Na página seguinte, clique no link – Declaração Anual Simplificada para o MEI – e selecione o ano-calendário (2019) na linha -Original- ou -Ratificadora- se você estiver fazendo uma correção;
  • 3º Clique em -Continuar- e preencha os dados de acordo com seus registros.

MEI paga imposto de renda com a declaração?

Não. A declaração anual tem caráter unicamente informativo. Desde que você esteja com os rendimentos dentro do limite anual de R$ 81.000,00 (oitenta e um mil reais), não há qualquer outro imposto ou taxa a ser pago.

Prazo para declaração MEI 2020 e multa

O prazo para entrega da declaração referente ao faturamento em 2019 e até 31 de maio de 2020.

Caso não apresente a declaração anual até a data máxima, haverá a cobrança de multa. Além disso, o MEI ficará impedido de gerar a DAS, documento de pagamento mensal obrigatório pelo MEI, ficando, ainda, inadimplente com o Simples Nacional.

Para concluir, o MEI também poderá perder eventuais benefícios previdenciários e, por estar inadimplente junto à Receita Federal, não poderá conseguir a certidão negativa desse Órgão, o que o impede de conseguir financiamento bancário, por exemplo.

Selecionamos, ainda, para você, um vídeo do SEBRAE-SC mostrando como fazer a declaração anual:

Caso ainda existam dúvidas, entre em contato com o Sebrae pelo número 0800 570 0800, ou com a Receita Federal pelo Receitafone, número 146.

Como vimos, o MEI declara imposto de renda – 2020, então, não perca o prazo e evite multas.

 

Marcelo Ostia – de morador de rua a empresário

Esta é mais uma daquelas histórias que nos dá a sensação de que nada é impossível quando nós nos dedicamos muito a um objetivo. Todo empreendedor passa por momentos de desanimo, várias coisas parecem dar errado e nos sentimos como que rodando sempre no mesmo lugar, sem muitas perspectivas de grande sucesso. No entanto, ao vermos histórias como a do empreendedor Marcelo Ostia, percebemos que podemos estar somente usando os métodos errados.

Resultado da dedicação e metodologia correta de Marcelo Ostia: Criação da Camisetas da Hora e faturamento mensal de R$ 120 mil reais.

“As pessoas não falham. Elas desistem”. Marcelo Ostia, de 32 anos, só se deu conta da reviravolta que havia acontecido em sua vida quando leu esta frase em uma camiseta doada por voluntários a moradores de rua do centro de São Paulo. Ele estava dormindo em uma vaga de estacionamento quando um motorista de caminhão lhe entregou a peça de roupa. “Vi que a minha situação era crítica, estava sendo confundido com um mendigo”. Isso bastou para que o empreendedor revertesse completamente os rumos de sua vida. Hoje, sua empresa conta com 835 franqueados e um faturamento de R$ 120 mil por mês.

Se ele conseguiu sair de morador de rua a tamanho faturamento por mês, por que nós, com os mesmos métodos que ele, não podemos conseguir desempenho parecido?

Como Marcelo Ostia conseguiu o sucesso?

Marcelo OstiaEmbora hoje Marcelo Ostia seja um exemplo de sucesso, o caminho foi árduo. Sem emprego, Ostia decidiu montar uma copiadora rápida na garagem da casa dos pais, sua primeira experiência como empreendedor. Um de seus clientes era o dono de uma camisetaria que comentou com ele que precisava de alguém para fazer a arte das estampas. Vendo uma oportunidade, ele ofereceu seus serviços – mesmo sem saber nada sobre arte gráfica. “Instalei o CorelDRAW no computador e fiquei fuçando, aprendendo sozinho durante uns três meses. Foi um pelejo bem grande, mas consegui”.

Quando os negócios começavam a ir bem, a empresa do novo cliente foi à falência e o dono veio perguntar a Ostia se ele não gostaria de comprar os equipamentos de estampa. Foi a segunda grande reviravolta na vida do empreendedor, que também não sabia nada sobre estampar camisetas, mas aceitou fechar o negócio mesmo assim. A copiadora virou, então, uma gráfica rápida: fazia banners, faixas, cartazes e também estampava camisetas. Depois de algum tempo, no entanto, essa empresa faliu!

Isso não fez Ostia desistir.

“Percebi que precisava mudar. Além disso, a minha namorada estava grávida”. Ostia decidiu, então, começar a produzir camisetas para vender pela internet. No começo, ele anunciava os produtos no Mercado Livre e colocava no correio para fazer as entregas – passava os dias circulando entre a rua Bresser e uma lan house próxima ao estacionamento. Em 2004, quando conseguiu juntar R$ 300, criou uma página do negócio na internet e voltou para Itu.

Desde então, a Camisetas da Hora cresceu de maneira assustadora. Atualmente, a marca vende até 8 mil camisetas por mês, por meio de suas 834 franquias online, um quiosque em Itapevi (SP) e um furgão que viaja o Brasil todo vendendo os produtos em eventos. Daqui a 60 dias, será inaugurada a primeira loja física da rede, em Araraquara. “Isso é empreendedorismo. O empreendedor consegue ver vantagens em qualquer situação, consegue criar oportunidades onde as outras pessoas só veem problemas”.

Como pessoa diferenciada que é, Ostia decidiu ajudar outras pessoas a desenvolverem as mesmas capacidades e utilizarem os mesmos métodos que ele utilizou. Em razão disso, criou o curso Metamorfose Empreendedora, que é um programa comportamental por ele desenvolvido que visa mudar a forma de pensar e agir do empresário, aprimorar habilidades e corrigir vícios, direcionando sua empresa para o alcance do sucesso pleno.

A história de superação de Marcelo Ostia já lhe rendeu várias participações em programas de TV, confira abaixo:

GLOBO – Torne-se um empresário de sucesso!

SBT – Microfranquias – Trabalhe sem sair de casa!

RECORD

REDE TV

BAND

ROBERTO JUSTUS

Então é isso, que Marcelo Ostia sirva de exemplo para nós todos.

Fonte: ÉPOCA NEGÓCIOS – Marcelo Ostia

Franquias home based – 2020

Procurando saber um pouco mais sobre as melhores franquias home based para 2020? Está no lugar certo. Neste artigo falaremos um pouco mais sobre esse tipo de franquia que tem sido muito procurada pelos novos empreendedores no Brasil, principalmente por aqueles que já tem algum tipo de negócio home office. Estas franquias se destacam por serem de baixo custo e proporcionarem altas chances de sucesso, sendo, assim, uma ótima oportunidade de negócio para este ano.

As franquias home based são negócios que, como o nome sugere, podem ser estabelecidos na residência do empreendedor. Assim, esse tipo de franquia de baixo investimento tem algumas vantagens como, por exemplo, “eliminação” dos custos operacionais de um ponto comercial e contratação de funcionários. Além disso, esse tipo de franquia é uma ótima oportunidade de negócio para quem não quer ou não pode ficar longe de casa por longos períodos diariamente.

Uma franquia home based pode tranquilamente ser a fonte de renda principal da família, já que apesar de serem baratas podem ser muito rentáveis, assim como podem, também, servir de complementação. Importante ficar claro, contudo, que disciplina e foco no trabalho são muito mais exigíveis dos franqueados “em casa”, já que, como boa parte da atividade é realizada em sua própria residência, o franqueado deve separar bem as tarefas do cotidiano com as do empreendimento. Isso é essencial para que sua franquia seja de sucesso.

Franquias home based 2019

Para você que se interessou pelas franquias home based e está buscando alternativas para 2020, confira nossa lista de ótimas franquias no Brasil.

Opções de franquias home based para 2020

Franquias home based: Doutor Faz Tudo

Doutor Faz TudoA Doutor Faz Tudo é especializada em manutenção predial. Esta franquia home based tem investimento inicial a partir de R$ 20 mil e faturamento médio mensal de R$ 22 mil. O franqueado vai até o cliente para efetuar os reparos, não há necessidade de recebê-lo em casa.
Site: Doutor Faz Tudo

Franquias home based: Eco Jardim

Eco JardimA Eco Jardim trabalha com serviços de jardinagem e tem investimento inicial a partir de R$ 28,1 mil e faturamento médio mensal de R$ 10 mil. Não é necessário receber clientes ou fornecedores no escritório, o franqueado vai à casa do cliente para realizar o serviço.
Site: ECO Jardim

Franquias home based: Guia-se Negócios pela Internet

Guia-se Negócios pela InternetGuia-se Negócios pela Internet: serviço de marketing digital. Esta franquia home based tem investimento inicial a partir de R$ 18,9 mil e faturamento médio mensal de R$ 10 mil. Não há necessidade de receber visitas no escritório, porém o franqueado frequentemente faz visitas aos clientes.
Site: Guia-se Negócios pela Internet

Franquias home based: Home Angels

Home AngelsA Home Angels oferece serviço de cuidadores de pessoas. Seu investimento inicial é a partir de R$ 20 mil e faturamento médio mensal de R$ 20 mil. Não é preciso receber clientes em casa, o serviço é prestado em domicílio.
Site: Home Angels

Franquias home based: Jan-Pro

Jan-ProJan-Pro: limpeza comercial. Esta tem investimento inicial a partir de R$ 5.000 e faturamento médio mensal de R$ 5.600. Em uma das opções da franquia não é necessário ponto de venda, o franqueado recebe o pedido do cliente e leva o material para realizar o serviço.
Site: Jan-Pro

Franquias home based: Net Profit

Net ProfitA Net Profit trabalha com treinamento empresarial. Tem investimento inicial a partir de R$ 20,9 mil e faturamento médio mensal de R$ 12 mil. Na maior parte dos trabalhos, o franqueado vai até o cliente para fazer o treinamento. Caso o franqueado opte por prestar o serviço em sua residência, é necessário um investimento de até R$ 3.000 na adaptação e adequação do espaço.
Site: Net Profit

Franquias home based: Seguralta

SeguraltaSeguralta: corretora de seguros. Esta franquia tem investimento inicial a partir de R$ 17,5 mil e faturamento médio mensal de R$ 8.000. Não há necessidade de receber clientes em casa. As tarefas podem ser realizadas por telefone e pelo computador.
Site: Seguralta

Franquias home based: Seu Professor

Seu ProfessorA Seu Professor presta serviço de reforço escolar virtual. Tem investimento inicial a partir de R$ 15 mil e faturamento médio mensal de R$ 100 mil. O franqueado realiza mais visitas a fornecedores e parceiros do que o contrário. Caso haja necessidade, o franqueado pode procurar escritórios virtuais para utilizar reuniões.
Site: Seu Professor

Franquias home based: AcquaZero

AcquaZeroAAcquaZero oferece serviço de lavagem ecológica de automóveis, portanto, é um negócio com grande potencial de crescimento. Tem investimento inicial a partir de R$ 5.480 e o faturamento médio mensal varia de R$ 3.000 a R$ 5.000. Uma das opções da franquia é o delivery, em que o franqueado não precisa ter uma estrutura para receber os veículos, ele mesmo leva os produto até a casa do cliente e faz a lavagem.
Site: AcquaZero

Você conferiu neste artigo boas franquias home based para 2020!

 

Como ser mais produtivo – 5 dicas

Procurando formas de como ser mais produtivo? Muito bom, isso prova que você está buscando tornar-se melhor no que faz, seja administrando seu próprio negócio ou mesmo como funcionário.

Foi-se o tempo em que ser simplesmente “comum” era o suficiente. Atualmente a concorrência está bastante acirrada, de forma que os menos eficientes estão quase que fadados ao fracasso. Dessa forma, ser mais produtivo é quase uma necessidade para sobreviver às exigências do mercado.

Para você que é empreendedor, é bom ter em mente que empreendimentos do mesmo setor que o seu, nesse momento, podem estar procurando formas de melhorar seus produtos e ou serviços de maneira que, se você não fizer o mesmo, certamente perderá clientes.

Para você que é funcionário a mesma regra é válida. Embora muitos não pensem assim, você também está colocado em um ambiente de concorrência. Qualquer empresa valoriza bons funcionários e os melhores, quase sempre, são os primeiros a conseguirem promoções e/ou aumento de salário. Pense nisso, não fique parado!

Como ser mais produtivo

Como ser mais produtivo?

Ao contrário do que muitos pensam, a maior parte das pessoas altamente produtivas não nasceram assim. Boa produtividade é questão de postura, atitude e hábito, de forma que ser mais produtivo depende em maior parte de sua forma de agir do que de suas características pessoais.
Assim, quer saber como ser mais produtivo? confira nossas dicas:

1º Liste tarefas

Não saber exatamente o que fazer é o principal fator de redução de desempenho. Dessa forma, faça uma lista em um caderno, celular ou PC de tudo o que tem a fazer durante o dia. Risque a tarefa à medida que for cumprindo. Chegar ao final do dia e ver a lista totalmente “riscada” dá uma ótima sensação de dever cumprido. Siga o princípio do “Missão dada é missão cumprida” e determine-se a fazer tudo o que planejou fazer, isso aperfeiçoa sua personalidade e potencializa sua produtividade.

2º Não exagere na lista

Muitas vezes na ânsia de nos tornarmos mais produtivos, acabamos nos comprometendo com um número de tarefas que dificilmente conseguiremos cumprir. Como dissemos na dica anterior, tudo o que você planejar fazer você deverá fazer, haja o que houver, então, não se comprometa com tarefas que sabe que não conseguirá cumprir.

3º Elimine distrações

Quando estiver em atividade, elimine tudo que não diga respeito a seu trabalho. Redes sociais, chats, WhatsApp, Skype e outros são exemplos de distrações que aniquilam a produtividade. Reserve um tempo do seu dia para essas atividades, mas não muito. Quando estiver trabalhando, comprometa-se com o que estiver fazendo, sem qualquer distração.

4º Acabe com a procrastinação

“Deixar para depois” é um grave defeito que deve ser combatido. Se quisermos ser realmente produtivos, temos que fazer o que tem que ser feito a todo momento, sem adiamentos desnecessários. Para não nos estendemos no assunto, recomendamos a leitura do artigo como se livrar da procrastinação do blog Estudo Administração.

5º Motive-se e descanse

Mantenha sua motivação enquanto estiver trabalhando. Empregue toda sua energia em sua atividade, isso melhora a qualidade do seu serviço e, consequentemente, a valorização do mesmo. Além disso, com ser humano que é, procure descansar de tempos em tempos. Ninguém consegue ser 100% o tempo interno, portanto, descanse quando necessário.

Veja esse vídeo sobre como ser mais produtivo:

Conhece outras formas de como ser mais produtivo? Poste nos comentários.

 

Curso de depilação – Oportunidade

Já pensou em fazer um curso de depilação? Pois é, está aí uma ótima opção de negócio.

Os empreendimentos relacionados à depilação, tanto feminina como masculina, estão crescendo a todo vapor no país. A preocupação cada vez maior das pessoas com a beleza tem feito com que esse tipo de negócio apareça como grande nicho de oportunidade de trabalho.

Em épocas recentes, o assunto depilação restringia-se às mulheres, contudo, a cada dia que passa, mais e mais homens estão aderindo à tendência de também depilarem-se.

A implementação de um negócio desse tipo não é muito complexa e pode ser feita em um pequeno estabelecimento comercial, em casa, ou mesmo de forma móvel, com o empreendedor(a) indo até a residência do cliente. Consulte o setor responsável na Prefeitura de sua cidade, a fim de verificar se não há impedimentos.


Curso de depilação

Para quem se interessou pelo assunto, seguem algumas dicas:

1º Faça um curso de depilação

Pensamos que essa deve ser a primeira atitude a ser tomada, tendo em vista que, realizado o curso de depilação, você passará a ter maiores conhecimentos sobre o assunto, definindo assim o foco exato do se negócio.

Em nossas pesquisas, localizamos dois cursos de depilação que podem ser realizados de maneira online.

 

 

Além disso, você pode procurar por cursos de depilação presenciais em sua cidade.

2º Plano de Negócios

Procure o SEBRAE de sua cidade para elaboração de um plano de negócios específico para você. Mesmo pequenos negócios devem ser bem planejados. Não inicie seu empreendimento de qualquer maneira, pois, assim fazendo, você aumenta consideravelmente suas chances de fracasso.

3º Formaliza-se como Microempreendedor Individual

Essa fase é importante. Você pode formalizar-se como microempreendedor individual na categoria “Depilador(a)” e, assim, passar a ter CNPJ, benefícios previdenciários e várias outras vantagens. Para saber mais, recomendamos os artigos abaixo:

 

 

 

MEI pode ter funcionário?

Você já se perguntou se o MEI pode ter funcionário? A resposta é sim, o microempreendedor individual pode ter funcionário. Mas quantos? Quanto pode pagar de salário? Como contratar? Quais documentos necessários para contratação? Veja abaixo essas e outras questões referentes à contratação de funcionário por parte do MEI.

Quantidade, salário do funcionário e contribuição do MEI

O MEI pode contratar até um funcionário. A remuneração do funcionário do MEI pode ser de, no máximo, um salário mínimo vigente, ou o piso salarial da categoria.

A contribuição do MEI é de 11% referente ao salário pago ao funcionário. Desses, 8% são descontados do salário do funcionário e 3% são de responsabilidade do MEI, ou seja, você mesmo paga. Dessa forma, os valores mensais podem se alterar com o passar dos anos, tendo em vista que tanto o salário mínimo como o salário base da categoria podem ser ajustados.

No caso de funcionária com direito a salário maternidade, tal benefício será pago pelo INSS.

Fica claro, dessa forma, que MEI pode ter funcionário. Vamos a outros esclarecimentos!

 

MEI pode ter funcionário?

Documentos para contratação de funcionário

O MEI pode realizar a formalização da contratação de funcionário por conta própria ou optar por ter auxilio de um contador. Caso contrate um profissional de contabilidade, tal serviço poderá ter os custos cobrados pelo contador.

Os documentos que o funcionário deve apresentar são:

  • Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS;
  • Certificado Militar;
  • Certidão de Casamento e de Nascimento;
  • Declaração de dependentes para fins de Imposto de Renda na fonte;
  • Atestado Médico Admissional;
  • Declaração de rejeição ou de requisição do vale-transporte;
  • RG – cédula de identidade;
  • CPF;
  • Cartão PIS (Programa de Integração Social).
  • Outras informações como comprovante de endereço e telefone, mas esses não são obrigatórios.

Procedimentos do MEI para contratação de empregado

Após receber a documentação do funcionário, o MEI deverá tomar as seguintes providências:

  • Anotar na CTPS a data de admissão, a remuneração e as condições especiais, caso existam;
  • Devolver ao empregado a CTPS em 48 horas. Aconselhamos que você faça um termo de recibo, do tipo “Eu, fulano de tal(funcionário), recebi a CTPS número XXXXX, de fulano de tal(empregador);
  • Preencher a ficha de salário-família;
  • Incluir a contratação no CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados;
  • Até o dia 15 de cada mês, o MEI deverá postar o formulário que pode ser adquirido nos próprios Correios, no qual há a informação sobre o movimento de pessoal ocorrido do mês anterior;
  • Efetuar o cadastro no PIS, caso o empregado ainda não possua;
  • Recolher mensalmente o INSS sobre o valor do salário pago, no total de 11%, através da GPS código 2003 – CNPJ – Simples Nacional;
  • Recolher mensalmente o FGTS, sendo a alíquota de 8% sobre o valor do salário pago;
  • Apresentar a Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social – GFIP/FGTS;
  • Apresentar a anualmente a Relação Anual de Empregados – RAIS, ao Ministério do Trabalho e Emprego – MTE;
  • Você deve arquivar os documentos comprobatórios de cumprimento das obrigações trabalhistas e previdenciárias, pelo período de até 30 anos.

E o eSocial?

O MEI tem acesso ao  Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas eSocial.

O Microempreendedor Individual que tiver empregado deve gerar a Guia do FGTS e Informação à Previdência (GFIP), por meio do sistema chamado Conectividade Social da Caixa. Esses cálculos são feitos automaticamente pelo sistema GFIP, que deve ser baixado no site da Receita Federal.

Para saber mais, confira o vídeo de André Spínola sobre o tema:

Vimos então, neste artigo, que o MEI pode ter funcionário.

Franquia Doctor Frio – 2020

Conhece a Franquia Doctor Frio? Alavancados pela maior frequência de períodos de altas temperaturas somado ao maior poder de compra da população, o negócio tanto de venda como de serviços manutenção de aparelhos de ar-condicionado passa por boa fase no Brasil.

Em razão disso, várias empresas do setor têm conseguido bom desempenho nos últimos anos, passando por um firme processo de crescimento, de forma que são ótimas oportunidades de negócios lucrativos e relativamente baratos.

Dentre as empresas do ramo de de ar-condicionado, falaremos hoje sobre a Franquia Doctor Frio, que é uma rede de serviços especializada na instalação e manutenção, preventiva e corretiva, de aparelhos de ar-condicionado tanto em residências como em empresas.

A Doctor Frio foi criada em 1995, tendo virado franquia somente em 2014. Nesse ano a empresa abriu oito unidades e só cresce desde então. A Doctor Frio é considerada uma das melhores franquias do setor.

Franquia Doctor Frio

Para ser um franqueado da empresa não é necessário ter experiência no ramo. A Doctor Frio afirma que presta todo o apoio necessário ao franqueado na contratação de profissionais qualificados.

Nunca é exagero lembrar que é muito importante, antes de ingressar no mundo das franquias, que você saiba exatamente o que está fazendo, a fim de potencializar suas chances de sucesso. O Curso Completo – “Compre sua franquia sem Riscos” é um bom material de apoio para o empreendedor ainda inexperiente. Com o conhecimento adequado, aumenta e muito a chance de fazer a franquia ser mais lucrativa.

Trabalhando corretamente e com as informações adequadas, sim, a franquia Doctor Frio é uma ótima oportunidade de negócio, possui custo relativamente baixo e alta probabilidade de sucesso.

Confira abaixo as características da franquia:

Franquia DOCTOR FRIO

– Tipo de negócio: Instalação e manutenção de ar-condicionado
– Data de fundação da empresa: 1995
– Capital inicial: entre R$ 35.000 e R$ 45.000
– Capital de giro: de R$ 15.000
– Taxa de franquia: R$ 10.000
– Prazo médio de retorno do investimento: 12 meses
– Número médio de funcionários: 4
– Site: www.doctorfrio.com.br

Você possui uma franquia doctor frio ou tem mais informações? Poste nos comentários.